Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Ao estilo de Fred Astaire em Santarém

O Teatro Sá da Bandeira em Santarém, recebe dia 14 de Julho, a Companhia de Dança Contemporânea (CÊDÊCÊ), com o espectáculo “A Dança Norte-Americana entre nós”. Desde Fred Astaire a Martha Graham para ver e ouvir, a partir das 21h45.
 
Esta companhia apresenta três diferentes exibições: “And the story comes last”, uma peça do coreógrafo norte-americano Mark Haim, que se baseia nas histórias das interacções humanas intermináveis e visualmente incompletas, com o elenco Margarida Brito, Charly Corcy, Amandine Leleu, Camila Moreira, Joana Puntel, Patrícia Silva e Luís Sousa. Outra das exibições é “Let’s Dance” uma referência à dança de Fred Astaire e Ginger Rogers, da autoria do coreógrafo Paulo Manso, representado por Charly Corcy, Catarina Correia, Amandine Leleu e Camila Moreira.
Poderá ainda assistir ao “Concerto”, uma peça baseada na vida e jovial musica no 2º concerto para piano de Shostakovitch. Um bailado que mostra o crescimento de jovens bailarinos através da sua disciplina e da sua redescoberta com o elenco Patrícia Silva (a inspiração), Charly Corcy (o professor de Ballet) e Catarina Correia (a professora de Modern Dance).
CÊDÊCÊ é uma Companhia de Dança Contemporânea fundada em Setúbal em 1992. Actualmente com doze bailarinos é dirigida pelos coreógrafos Maria Bessa e António Rodrigues. Depois de vários anos sediada em Setúbal, a CÊDÊCÊ tornou-se companhia residente do Centro de Artes e Espectáculos de Alcobaça e Óbidos em Abril de 2004, na sequência de um protocolo quadripartido firmado com as duas autarquias e o Instituto das Artes.
 
Os bilhetes custam 7,50 Euros e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Sá da Bandeira, em Santarém.

música: às ruas de Nova Iorque
publicado por ocheirodesantarem às 10:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Vaguement La Jungle - o mistério do Alviela



Se seguiram o link da garrafa no post anterior podem ter reparado que no dia 25 de Agosto os Vaguement La Jungle actuam no palco principal do Live in Alviela. A grande pergunta é: mas quem são estes tipos? Estes tipos, digo eu, são uma lufada de ar fresco (de que as populações adjacentes ao Alviela tanto necessitam) na World Music. São uma banda muito boa onda e espalham a boa disposição por onde andam.

música: a dança
publicado por ocheirodesantarem às 10:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

Estrunfes ou Monges Tibetanos?

Foto retirada de pedroguimaraes.net
foto retirada daqui
 
Parecem estrunfes mas são monges tibetanos e vão actuar em Torres novas, no Jardim das Rosas, na sexta-feira, dia 29, pelas 21h30. A entrada é gratuita.
Tashi Lhunpo, fundado pelo primeiro Dalai Lama no século XV, é um dos mais importantes mosteiros na tradição budista tibetana. Agora sedeado em exílio no sul da Índia, o mosteiro mais uma vez promete ser um dos maiores centros de aprendizagem, conhecido sobretudo pela sua tradição artística de danças de máscaras e música sagrada. Neste espectáculo, oito monges Tashi Lhunpo oferecem-nos uma apresentação dramática das suas danças, músicas e orações sagradas, com os seus trajes tradicionais coloridos e máscaras cerimoniais. A actuação será acompanhada por introduções explicativas de cada dança e cântico, oferecendo uma perspectiva da vida no mosteiro e da importância da sua tradição.
música: a incenso
publicado por ocheirodesantarem às 13:17
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Abrantes: Canoagem no Aquapolis


foto retirada daqui


O Campeonato Regional de Velocidade em Canoagem vai decorrer em Abrantes, no plano de água do Tejo, no sábado, dia 30 de Junho.

As provas realizam-se ao longo da margem norte, na zona do Aquapolis. Participam cerca de uma centena de canoístas dos distritos de Santarém, Castelo Branco e Lisboa.

A prova é organizada pela Associação de Canoagem do Distrito de Santarém e do Clube Desportivo “Os Patos”.

música: a rio
publicado por ocheirodesantarem às 22:25
link do post | comentar | favorito
|

Olha a bela da caracolada!!!


  foto retirada daqui

O Verão traz a vontade de ir para uma esplanada emborcar cerveja (SEM ÁLCOOL!) e comer caracóis. Uma espécie de dolce fare niente com sabor a oregãos que pode ser concretizado no 1º Festival Gastronómico do Caracol de Alcanena, que decorre no Pavilhão Multiusos, nos dias 6, 7 e 8 de Julho, com entrada gratuita.


Santarém santarem alcanede

 


música: a caracóis guisados
publicado por ocheirodesantarem às 12:40
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Junho de 2007

Conto de Fadas vivido em Tomar

Dança contemporânea em Tomar


O Sport Club Operário de Cem Soldos (SCOCS), em Tomar, organiza o espectáculo de dança contemporânea intitulado “True or Fairytale”, no próximo sábado, dia 30 de Junho, no auditório de Cem Soldos, às 22h00.

 

“True or Fairytale”, criado e interpretado por Elena Castilla e Ulla Janatuinen, aborda a temática da busca constaste da perfeição e da felicidade e a impossibilidade da sua materialização e existência permanentes.

Segundo as autoras, o espectáculo ‘True or Fairytale’ “questiona o significado do conceito de perfeição, e lança um olhar sobre o viver na vontade do inatingível, na ocultação e no disfarce social, e propõe a descoberta de nós próprios e da riqueza da realidade onde vivemos”.

Com cenografia de Elena Castilla, Ulla Janatuinen e Tânia Franco, “True or Fairytale” começa às 22h00 e o bilhete custa 2€, existindo uma redução de 50% para sócios do SCOCS.

 

Quem é Elena Castilla?

Nasceu em Villanueva de la Serena, Badajoz, Espanha, 1980. É Licenciada em Dança, ramo Espectáculo (Escola Superior de Dança) e Pós-graduada em Expressão Artística e Dança. Como intérprete, tem dançado na Companhia de Dança de Lisboa e Companhia do Centro Coreográfico da Comunidad Valenciana, e participado em projectos independentes como “Sync”, de Stephan Jürgens e Fernando Galrito (apresentado em Oeiras, Coimbra e Carcavelos). “Varius, Multiplex, Multiformis”, de Luís Antunes (apresentado em Fundão, Badajoz, Cem Soldos). “TeDance” (Visão da expansão tecnológica da dança) entre outros.

Como criadora “¿cómo... y no morir en el intento?”, apresentado na Box Nova, no programa da ESD. “Mansaborá”, apresentado no Auditório Eunice Muñoz, Oeiras, e “Nacer”, video-dança; Vigo, Lisboa, Badajoz, Barcelona.

É co-criadora com Ulla Janatuinen de “Tengo Tanto”, subsidiada por The Art Council of Finland, 2005, apresentada em Madrid, Lisboa, Helsinkia, Kuopio, Tampere. “Caja de Música”, Museu Nacional de História, Lisboa, 2005 e de “True or Fairytale”, subsidiada The Art Foundation of Finland, The Regional Art Council of Northern Savo, 2006, apresentada em Kuopio, Joensuu e ainda em digressão. Actualmente desenvolve a sua actividade artística em paralelo com a docência na área da Dança Criativa.

 

Quem é Ulla Janatuinen?

Nasceu em Kuopio, na Finlândia, em 1979. Tem formação em Pedagogia da Dança, Kuopion Konservatorio. Master of Arts in Modern Dance, Theatre Academy of Helsinki, Helsínquia, Finlândia, 2004. Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica, Fórum Dança de Lisboa, com Vera Mantero, Enmanuel Huynh, Margarida Bettencourt e João Fiadeiro, 2006. Como criadora tem feito “OmaTunto”, Helsingin konservatorion uuden musiikin festivaali, Helsínquia, Finlândia, 2002. Criadora do video-dança “Aino Interfered”, Embaixada da Finlândia nos Emirados Árabes Unidos, 2005. Intérprete no projecto “Sync”, Stephan Jürgens e Fernando Galrito, Lisboa, 2004. Co-criadora e intérprete “Tengo Tanto”, subsidiada por The Art Council of Finland, 2005, apresentada em Madrid, Lisboa, Helsínquia, Kuopio e Tampere. Co-criadora e intérprete de “True or Fairytale”, subsidiada por The Art Foundation of Finland, The Regional Art Council of Northern Savo, 2006, apresentada em Kuopio e Joensuu e ainda em digressão. Tem leccionado Dança na Finlândia e em Portugal desde 1998.


 

Tomar

música: a pózinhos de prelim-pim-pim
publicado por ocheirodesantarem às 16:23
link do post | comentar | favorito
|

Do Fado ao Fandango em Abrantes

O Concerto "Do Fado ao Fandango" decorre na Praça da República, em Alvega, Abrantes, no dia 6  de Julho, às 21h. As entradas são livres.

Trata-se de um espectáculo inserido na IX Semana Gastronómica e Cultural Alvega que decorre de 29 de Junho a 8 de Julho.
 
Vozes: Diamantina e João Chora
Guitarra: José Luís N. Costa
Viola: João Chora
Viola Baixo: Joel Pina
Os fandanguistas são do Grupo de Bailadores de Riachos


 

Abrantes

música: a chouricinho assado e caldo verde
publicado por ocheirodesantarem às 10:40
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 23 de Junho de 2007

Abrunhosa pelo Alviela

O Festival Internacional de Música de Santarém "Live Experiences in Alviela" realiza-se em Vaqueiros, nos dias 24, 25 e 26 de Agosto. Este é o segundo ano em que a autarquia liderada por Moita Flores promove o festival que procura chamar a atenção para a necessidade de despoluir o rio Alviela.

Os nomes confirmados são: Da Weasel, Pedro Abrunhosa, 4Taste, Xutos e Pontapés e Mundo Secreto.

Deixo-vos um aperitivo para o concerto do Pedro Abrunhosa: o novo single que alerta para uma outra causa, os sem-abrigo:
  Santarém santare
música: a limpo
publicado por ocheirodesantarem às 23:38
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Elsinore ou um ensaio no Xantarim



Leitura do poema de Mário Cesariny de Vasconcelos: "You Are Welcome To Elsinore" num ensaio para uma noite de poesia no bar Xantarim em Santarém, com Gonçalo Veiga do grupo Poesia para Ninguém e John Paul na guitarra.

Mais poemas lidos, em vídeo e em áudio, aqui, neste blog perto de si.

santarem santarém
música: livros
publicado por ocheirodesantarem às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

LusoExpedição 2007 - Viagem na primeira pessoa


Post por Pedro Coelho, aluno da Universidade Lusófona

A LusoExpedição Olympus 2007 partiu rumo aos Açores para mais uma aventura científica. Durante 20 dias o navio NTM Creoula metamorfosiou-se de diversas formas consoante as necessidades de investigadores e alunos. Nos 5 dias de viagem rumo ao nosso destino o tempo passava devagar pelo que nos embrenhámos em diversas actividades do navio como fainas de mastros, aulas de nós e marinharia e, claro na rotação de quartos da guarnição.  As aulas de aeróbica da Isabel foram também um ponto importante que nos permitiu mexer um bocadinho e ajudar a descomprimir.

 
Uma vez chegados a S.Miguel começaram os mergulhos e o navio ganhou uma nova vida. Três a quatro mergulhos por dia faziam as delícias das equipas de triagem e identificação de peixes que esperavam no convés pelas amostras recolhidas. Durante os 10 dias de mergulho foram recolhidas várias dezenas de amostras de algas, mais de 180 amostras de esponjas marinhas e cerca de 100 amostras de peixe que foram devolvidos ao mar após lhes ter sido retirada uma pequena amostra da barbatana caudal para posteriores análises genéticas em laboratório. Das 60 espécies de gastrópodes recolhidas 35 foram já identificadas. Uma das amostras, um exemplar do género Volvarina foi recolhido e fotografado, uma vez que esta está apenas descrita pela concha, poderemos num futuro próximo descrever o animal, de modo a esclarecer dúvidas no que diz respeito à sua classificação taxonómica. Foram ainda identificadas a bordo 16 espécies de nudibrânquios (lesmas-do-mar), que são pequenos predadores marinhos de cores e formas espectaculares, capazes de utilizar substâncias venenosas provenientes da sua alimentação (esponjas, por exemplo) como defesa contra predadores. Podemos destacar a espécie Thuridilla picta que foi pela primeira vez identificada nos mares dos Açores. Esta espécie estava dada apenas para as ilhas da Madeira, Canárias e Cabo Verde. No caso particular dos crustáceos o grupo mais abundante foi o dos anfípodes. Teremos de dar especial atenção aos individuos recolhidos nas Formigas (presentes numa espécie de algas que não foi possível identificar) que poderão representar um novo endemismo.

 
Existe ainda muito trabalho a desenvolver em laboratório, pelo que estes resultados são ainda preliminares e apenas a “ponta do iceberg”. Muito ainda se espera das triagens a realizar, análises biomoleculares e bioquímicas, assim como genéticas.

música: A mar
publicado por ocheirodesantarem às 10:46
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. teste live

. O cheiro a silêncio em Sa...

. Debate EM DIRECTO entre o...

. Fotos 02/06

. Feira da Agricultura de 5...

. Deolinda em Torres Novas ...

. "Moranguitos" promovem tu...

. Bruno Nogueira filma "ske...

. Benfiquistas comemoram tí...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds