Terça-feira, 30 de Outubro de 2007

Abrantes relembra Invasões Francesas

24 de Novembro o General  Junot vai voltar  a Abrantes. É a evocação dos 200 anos da chegada das tropas francesas à então vila de Abrantes, que aconteceu em 23 de Novembro de 1807. Nessa data,  Junot “estacionou” a vanguarda em Abrantes e ordenou ao juiz de fora, José Macedo Ferreira Pinto, que arranjasse “12 mil rações e 12 mil pares de sapatos”. Perante o facto, a história diz que Abrantes pediu às terras vizinhas que fizessem a maior quantidade possível de sapatos, tendo “os sapateiros trabalhado todo esse dia e noite e a população dado os sapatos que tinha para uso”.

No dia 24 será criada no Centro Histórico a envolvência alusiva à época, de forma a “Viver o tempo das Invasões”, através da reconstituição histórica da passagem das tropas francesas por Abrantes, com a recriação de alguns dos momentos chave (14h00). A iniciativa organizada pela Câmara Municipal, com a colaboração do Abrantes Fórum (Centro Comercial de Ar Livre) inclui um mercado à moda antiga que  começa por volta das 10.30 h e contará com a presença de figurantes, da comunidade escolar, de grupos folclóricos do concelho, associações,  grupo de teatro “Palha de Abrantes” e ainda a participação da Escola Prática de Cavalaria de Abrantes.

Nestes dois dias vai também decorrer o Festival “Ao pé da Arte” que é um desafio lançado às escolas em que estas são desafiadas a fazer sapatos criativos que poderão servir para, nos dias do evento, decorar as montras e o Centro Histórico de Abrantes.

Integrado no programa, a Biblioteca António Botto e o Museu D. Lopo de Almeida organizam, de 23 de Novembro de 2007 a 04 de Janeiro de 2008, uma exposição alusiva aos 200 anos das invasões francesas.

A 23 de Novembro decorrerá na Biblioteca António Botto, a partir 21h00, um colóquio  alusivo ao tema com as seguintes intervenções:

“Custos humanos das invasões francesas em Abrantes”, pelo Professor, Doutor Joaquim Candeias da Silva;

“Abrantes no contexto da 1ª invasão francesa”, pelo Tenente Coronel António Lopes Pires Nunes;

“ O impacto geral das invasões francesas na (re) definição do novo Portugal oitocentista” pelo Professor Doutor José Miguel Sardica.

música: a francesinhas
publicado por ocheirodesantarem às 20:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. teste live

. O cheiro a silêncio em Sa...

. Debate EM DIRECTO entre o...

. Fotos 02/06

. Feira da Agricultura de 5...

. Deolinda em Torres Novas ...

. "Moranguitos" promovem tu...

. Bruno Nogueira filma "ske...

. Benfiquistas comemoram tí...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds