Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

Comboio real português para visitar no Entroncamento II - VÍDEO

publicado por Bruno Oliveira às 09:59
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Comboio real português para visitar no Entroncamento

 

O comboio que transportou a realeza portuguesa nos finais do séc. XIX e inícios do século XX está a ser restaurado no Entroncamento, uma obra da responsabilidade do Museu Nacional Ferroviário e que vai permitir que esta composição esteja presente e represente Portugal na exposição internacional Royal Class Regal Journeys, na Holanda, em Utrecht, de 1 a 5 de Abril.
Até dia 5 de Março, qualquer um de nós pode ainda visitar e conhecer melhor esta relíquia do património ferroviário português, bastando para isso deslocar às instalações do Museu no Entroncamento, entre as 11h e as 17h, de terça e domingo.
Construído em meados do século XIX, o comboio é composto pela locomotiva Dom Luís, outrora considerada a mais rápida do mundo, a carruagem “salão Príncipe Dom Carlos” (oferecido ao rei D. Carlos pelos seus pais, D. Luís e D. Maria Pia) e ainda a carruagem “salão Dona Maria Pia”, oferecido à rainha pelo seu pai, Vítor Emanuel II de Itália.
São duas carruagens de luxo, com aposentos dignos da realeza que, após a exposição da Holanda, vão regressar ao núcleo museológico ferroviário de Santarém, onde poderão ser de novo visitados.
A assinalar cinco anos de existência, a Fundação Museu Nacional Ferroviário construiu também um simulador de condução ferroviária. Uma inovação que permite aos visitantes conduzir, de forma quase real, os vários modelos de comboios de que a CP dispõe, em circulação ou já fora de circulação, em várias linhas ferroviárias nacionais.

Neste simulador, dotado de uma cadeira que simula o balanço típico de um comboio em circulação, pode, por exemplo, percorrer toda a linha do Norte, de Lisboa ao Porto, observar a paisagem da perspectiva do condutor de um comboio e ainda manobrar a locomotiva usando os comandos reais de um comboio recente.

Para conhecer todas as informações e formas de visitar este museu consulte o site do Museu Nacional Ferroviário.

 

publicado por Bruno Oliveira às 18:41
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Maria João (sem Mário Laginha) no Cartaxo

A cantora Maria João, um dos expoentes do jazz nacional, vai estar este sábado, no Centro Cultural do Cartaxo, para participar na iniciativa "Noites de Jazz". Concerto às 22h30, entradas a cinco euros.

 

música: A
publicado por Bruno Oliveira às 16:28
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Fadista Maria Azoia no Convento de S. Francisco em Santarém

 

A fadista de Santarém, Maria Azoia, vai dar um espectáculo no Convento de S. Francisco, em Santarém, no próximo dia 7, pelas 21h45. Natural da freguesia de Casével, Maria Teresa Azoia tem vindo a dar vários espectáculos pela região e a tornar-se numa nome conhecido do fado.

Pode conhecer mais da cantora no seu MySpace.
http://www.myspace.com/mariateresaazoia

Pode levantar os bilhetes no Posto de Turismo de Santarém.

Conheça também melhor o monumento Convento de S. Francisco onde vai acontecer o concerto.

publicado por Bruno Oliveira às 20:02
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

Maria Lamas evocada em exposição torrejana

 

Este dia 6 de Outubro,  é inaugurada uma exposição bio-bibliográfica e documental sobre a ilustre torrejana, Maria Lamas, pela ocasião dos 116 anos do seu nascimento.

A exposição vai estar patente na Biblioteca Municipal, junto do Jardim das Rosas.

publicado por Bruno Oliveira às 20:34
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

“As Coisas Mais Belas” de Maria Monte

“As Coisas Mais Belas” de Maria Monte vão estar patentes ao público no Bar/Galeria do Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, a partir do dia 30 de Abril. A mostra composta por várias pinturas de óleo sobre tela é inaugurada às 21h30.

 

Os trabalhos apresentados são o resultado da experiência vivida pela artista no ambiente da dança. Cada uma das personagens destas pinturas, tal como a diferente linguagem pictórica com que são representadas, tem a sua individualidade em que o papel de cada um no contexto do bailado é fundamental para que se cumpra o objectivo final: a representação de momentos inesquecíveis.

 

“Tal como as coisas mais belas, o bailado é efémero; por mais vezes que seja representado, nunca será o mesmo”.

publicado por ocheirodesantarem às 08:16
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Comboio real português pa...

. Comboio real português pa...

. Maria João (sem Mário Lag...

. Fadista Maria Azoia no Co...

. Maria Lamas evocada em ex...

. “As Coisas Mais Belas” de...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds