Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

500 posts

Este é o post número 500.

Não tenho estatísticas desde o ínicio do blog (apenas a contagem natural do número de posts) mas, muito por baixo, já por aqui devem ter passado mais de 30 mil visitantes únicos.

A todos o meu muito obrigado.

publicado por ocheirodesantarem às 22:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A4 Jazz Quartet em Santarém

Os A4 Band Jazz Quartet actuam no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, na quarta-feira, dia 26, às 21h30.

 

A entrada é gratuita. Vou repetir para os mais distraídos. É GRATUITA!

Neste vídeo a banda actua na cerimónia de entrega do Prémio Literário de 2006.

publicado por ocheirodesantarem às 22:24
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Homens que pegam toiros apresentado na Casa do Brasil

“Homens que pegam Toiros – em defesa dos valores” é o nome do livro de Teresa Soares que foi lançado, na passada sexta-feira, dia 7, na Casa do Brasil, em Santarém.

Perante uma plateia repleta, a apresentação do livro de Teresa Soares baseado na sua tese de mestrado contou com a presença do vereador da Câmara Municipal de Santarém, António Valente, professor Moisés Espírito-Santo, Luís Capucha, Joaquim Garrido, das edições Cosmos e o forcado Nuno Marques, do Grupo de Forcados Amadores da Chamusca, entre outros.
 

publicado por ocheirodesantarem às 08:30
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Gala Santareno 2008 entrega Prémios de Teatro

 

Os consagrados Nicolau Breyner e Diogo Infante são alguns dos actores que vão ser premiados na III Grande Gala Santareno a realizar dia 16, às 21h30, no Teatro Sá da Bandeira em Santarém. A cerimónia de entrega dos troféus de teatro, que homenageia Bernardo Santareno, da autoria do artista plástico José Coelho, será acompanhada pela Orquestra Santos Rosa e por momentos musicais, bailado e apresentação da peça “O Inferno” pelo Teatro Experimental de Cascais.

Na segunda terceira edição da grande gala Santareno, promovida pelo Instituto Bernardo Santareno (IBS) e pela Câmara de Santarém, procura-se distinguir o trabalho de actores, actrizes e encenadores e coreógrafos de diferentes gerações. Os prémios Interpretação serão entregues a Ana Ester (pela sua interpretação na peça Sweeney Todd O Terrível Barbeiro de Fleet Street encenada por João Lourenço e Diogo Infante (pela sua interpretação na peça Hamlet de Shakespeare encenada por João Mota)

Ana Ester, reconhecida intérprete, tanto em papéis operáticos como em música de câmara, afirma-se no panorama musical português pela sua qualidade e versatilidade vocais que lhe permitem abraçar projectos muito contrastantes. O ano de 2007 ilustra bem essa versatilidade: Cio-Cio San em Madama Butterfly e Violetta em La Traviata, o Requiem de Verdi, El Sombrero de Três Bicos de Falla e também Mrs. Lovett em Sweeney Todd de Stephen Sondheim . No presente ano estreou o papel principal da ópera Tosca de Puccini e fará a Mãe na ópera “O Outro Fim” de António Pinho Vargas.
Tem exercido uma actividade intensa em Portugal e em Inglaterra, Áustria, Alemanha, Itália, Grécia, Espanha, França e EUA, onde apresentou várias óperas.
Já Diogo Infante, Director Artístico do Teatro Maria Matos interpretou obras de Móliere, Shakespeare, Tchekov, Ibsen, Gil Vicente, Botho Strauss, Frank Macguiness, Manuel Puig, Harold Pinter, B. Brecht, Paul Rudnick, Tenesse Williams, Eric Bogosian. Participou na ópera “O Corvo Branco” de Philip Glass com encenação de Bob Wilson. Encenou “O Amante” de Harold Pinter, “Segredos” de Richard Cameron, “Odeio Hamlet” de Paul Rudnick, “Um Vestido para cinco mulheres” de Alan Ball, “Jardim Zoológico de Cristal” de Tenessee Williams, “Laramie” de Moisés Kaufman.
No cinema são inúmeros os filmes onde já participou: “Nuvem” de Ana Luíza Guimarães “Adeus Princesa” de Jorge Paixão da Costa “Três Palmeiras” de João Botelho, “Sinais de Fogo” de Luís filipe Rocha, “Mortinho por chegar a casa”, de Carlos da Silva e George Sluizer, “Brava gente Brazileira” de Lúcia Murat, “A Bomba” de Leonel Vieira, “Jangada de Pedra” de George Sluizer e “Animal” de Roselyne Bosch. Na Televisão participou, entre outros trabalhos, “A Banqueira do Povo”, “Na paz dos anjos”, “Os Lobos”, “Jornalistas” e “Jóia de África”.

Nos prémios Carreira a distinção cabe a Cristina Reis, cenógrafa e figurista que segundo, Vicente Batalha, presidente do Instituto Bernardo Santareno, possui “em termos de cenografias uma das melhoras obras que existe em Portugal”.
Ao actor Nicolau Breyner que se “notabilizou não só no teatro mas também como realizador, director e produtor” cabe também o prémio Carreira, sublinhou Vicente Batalha.

Cláudia Semedo e Pedro Bargado vão receber a distinção na categoria de Revelação.
A jovem actriz Cláudia Semedo é membro da Companhia de Actores. Completou o Curso de Interpretação da Escola Profissional de Teatro de Cascais e logo percebeu que o seu coração se iria dividir entre a representação e a apresentação. Foi cara dos programas de televisão Curto-Circuito, Catarina. Com, Mega Ciência, Êxtase e Contacto. Fez parte do elenco de várias telenovelas, destacando “Jura” e “O jogo” e de séries televisivas, tais como “Só gosto de ti”.
No cinema protagonizou as curtas-metragens “Dez Beta” e “Ricochete” e integrou o elenco de “O Crime do Padre Amaro”.
No teatro pudemos vê-la em “Lisboa Invisível”, “Antes de Começar”, “Chorar para Rir”,“A Noite dos Assassinos”, “A Viagem de Pedro, o Afortunado”, “O Espírito da Poesia”, entre outros.
Escreveu e ilustrou os livros "Adormecer Se(m)Medo" e "Sonhar Se(m)Medo.
Actualmente faz parte da equipa de locutores do programa da manhã da Antena 3 e dá corpo à sensual Neusa Sueli, em “Navalha na Carne”.
Pedro Bargado foi protagonista do Musical WEST SIDE STORY e da ópera rock ”Jesus Cristo Superstar”
(personagem – Judas - encenação de Filipe la Féria). Possui experiência no campo da televisão e no mundo da música, tendo sido intérprete e compositor do tema original “ Estás Aqui, Eu Sei “ para a novela “ Tu e Eu “ da TVI, entre muitas outras.
Como compositor destaque para música da peça “ O Meu Pé de Laranja-Lima “, de José Mauro Vasconcelos, apresentado no Teatro Politeama, Filipe La Feria, encenação Rui Luís Brás e para música peça “Provavelmente uma Pessoa “ de Abel Neves, apresentado no Teatro da Trindade, pela Co-produção Rui Luís Brás/INATEL-Teatro da Trindade, encenação Rui Luís Brás.

A categoria de prémios Especial vai para “O Duelo” de Bernardo Santareno pelo Grupo Cénico da Música Nova de Pernes. Para Vicente Batalha “este prémio trata-se de estímulo para a produção local. É uma aposta no trabalho dos grupos do concelho de Santarém”.
O “O Duelo” conta a história de confronto entre os senhores e os trabalhadores de uma lezíria, tendo como pano de fundo o Santíssimo Milagre de Santarém.


No que se refere à arte em palco, “O Inferno”, pelo Teatro Experimental de Cascais (TEC) com encenação de Carlos Avilez, é a peça premiada na categoria Espectáculos.

Durante a grande Gala Santareno haverá momentos de animação. A apresentação da cerimónia vai estar novamente a cargo da dupla Isabel Angelino e Eládio Clímaco. Ao palco vão também subir a soprano-solista Ana Paula Russo acompanhada ao piano por Nuno Lopes e alguns elementos do TEC para apresentar uma cena da peça “O Inferno”.

Três jovens bailarinos: João Cabaça, Sofia Matos e Ana Sofia Leite interpretam dois momentos de bailado com “'Bodies in Motion'” e “ Autumn Leaves”.

Nuno Guerreiro da Ala dos Namorados será outra das atracções musicais da noite.

Todo evento será acompanhado pela Orquestra Santos Rosa que interpretará temas instrumentais com identidade própria, recriando as sonoridades e os ambientes das Big Bands de outrora.

 

 

Homenagem a Santareno

A peça vencedora do Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno no ano passado, «As Lamentações de G. Von H.», de António Vasconcelos Nogueira, será apresentada, no bar do Teatro Sá da Bandeira, às 18h30, no dia de 19 de Novembro, dia em que se comemora o nascimento do autor. Nesse mesmo dia, após a apresentação, terá lugar um espectáculo de Piano-bar, com música de Astor Piazzola, da responsabilidade dos alunos do Conservatório de Música de Santarém.
A poesia de Santareno também vai em destaque nestas comemorações. No dia 19 de Novembro, pelas 21h30, o Bar do Sá recebe o sarau “Artistas de Santarém revisitam poesia de Bernardo Santareno. São eles, “A Phala”, Centro Dramático Bernardo Santareno, Teatrinho e Vicente Batalha.
A animação musical estará a cargo de Carlos Mendes que interpretará duas canções com poemas de Bernardo Santareno.
 

publicado por ocheirodesantarem às 18:30
link do post | comentar | favorito

Desfile Académico de Santarém 2008

publicado por ocheirodesantarem às 18:05
link do post | comentar | favorito

Tardes de Matemática voltam a Santarém

As Tardes da Matemática voltam a Santarém no próximo dia 22, às 15h30, no Piso 1 do W Shopping.

A palestra versará sobre “A Matemática das Histórias Infantis” e tem como oradores Pedro Freitas da Universidade de Lisboa e Júlio Isidro, da RTP – Rádio e Televisão de Portugal, com o objectivo de mostrar como a matemática aparece nalgumas histórias infantis e juvenis, desde os livros de Júlio Verne até aos Simpsons, e de que maneiras pode aparecer: às vezes, apenas como referência, às vezes como tema da história.

Os oradores vão tentar responder a algumas questões, tais como: Quando lemos uma história infantil ou juvenil, é habitual encontrarmos Matemática? Ou será que estamos distraídos?


Estas sessões, cujo modelo já circula pelo País há alguns anos, só são possíveis em Santarém através de uma organização conjunta da Câmara Municipal, da Sociedade Portuguesa da Matemática e do W Shopping.

As “Tardes da Matemática” prosseguem, uma vez por mês, até Abril com vários temas e convidados, sempre no mesmo espaço.


Próximas sessões:

28 de Fevereiro: Matemática e Polícia - Nelson Martins (FCT/UNL) e Francisco Moita Flores (CM Santarém)

14 de Março (dia do p) p: Dentro e Fora de Contexto - José Carlos Santos (FCUP) e Tomás Oliveira da Silva (UA)

18 de Abril: A Matemática, a Origem do Estado e o Significado da Democracia: Jorge Buescu (FCUL) e Miguel Gouveia (UCP)

 

publicado por ocheirodesantarem às 08:11
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Cem Soldos representa Tomar em concurso nacional de teatro

Sábado, dia 8 de Novembro, O ULTIMAcTO – Grupo de Teatro de Cem Soldos, participa no Concurso Nacional de Teatro (Teatrália) que se realiza na Aula Magna em Lisboa. Este concurso é promovido pelo Inatel e tem como objectivo a promoção e divulgação do Teatro em Portugal. Todos os grupos participantes neste Concurso, tiveram de passar por eliminatórias regionais com vista a ser apurado o grupo representante de cada distrito. Esta é a segunda vez consecutiva que o ULTIMAcTO é seleccionado pelo Júri distrital para representar o Distrito de Santarém. Depois de um 4º lugar alcançado no ano passado, o ULTIMAcTO parte para a Aula Magna com boas expectativas mas também com os pés bem assentes no chão devido à exigência do Júri Final e à qualidade dos outros grupos em representação dos restantes distritos do país. “A Bengala”, de Prista Monteiro é a peça que o ULTIMAcTO vai apresentar. Uma comédia que tem como protagonistas: António Clemente, António Craveiro e Luís Tomaz.

publicado por ocheirodesantarem às 12:07
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Xerazade em Alcanena

Histórias fantásticas e muita fantasia dão vida a uma história sempre actual, onde vivem Xerazade, Sinbad, monstros, bichos e personagens fantásticas.

 

A actriz Carla Chambel, à frente de um grande elenco de actores e marionetas, interpreta o papel de Xerazade, num texto de António Torrado, a partir das “1001 Noites”.

Sábado, dia 1, às 21h30, no Cine-teatro S. Pedro, em Alcanena.


O espectáculo livremente inspirado em episódios das “Mil e uma Noites”, que teve por cenário uma Bagdad deslumbrante, foi escrito por António Torrado para actores e marionetas e tem como fundo musical trechos da “Xerazade” de Rimsky-Korsakov [1844-1908], no centenário da morte do grande compositor russo. Sinopse: Duas jovens refugiam-se num improvisado abrigo anti-aéreo, algures, numa cidade não identificada do Médio-Oriente. São irmãs e sabem que têm a vida em perigo pela vontade caprichosa dos que lutam por tomar a cidade. Para vencer o medo e o tempo, Xerazade, a mais velha, conta à irmã histórias maravilhosas, quando todas as aventuras da fantasia eram possíveis. Concentradas nas viagens de Sindbad, o Marinheiro, esquecem onde estão. O abrigo transfigura-se. As marionetas ganham vida humana e contam elas a história.

Uma projecto da Artemrede, estreado em Outubro, em co-produção

com Lua Cheia Teatro para Todos e Teatro e Marionetas de Mandrágora.

 

Texto António Torrado | Encenação e Coordenação Geral Maria João Trindade | Direcção Vocal Maria João Serrão | Interpretação e Manipulação Ana Enes | Carla Chambel | Clara Ribeiro | Filipa Alexandre | Ricardo Mondim | Sylvain Peker | Excertos Musicais Rimski-Korsakov | Música Original e Ambiente Sonoro Cristiano Barata | Moz Carrapa | Marionetas enVide nefelibata | Cenografia e Adereços Ricardo Mondim | Figurinos Patrícia Costa | Sapatos e Acessórios José Machado | Desenho Luz e Operação Técnica Sérgio Falcão | Construção de Marionetas enVide neFelibata [coordenação] | Ricardo Mondim | Erika Faria de Oliveira e Diana Cunha [estagiárias] | Construção Cenográfica e Adereços Ricardo Mondim | Sylvain Peker | Direcção Artística Lua Cheia – Teatro para Todos | Direcção Plástica Teatro e Marionetas de Mandrágora | Direcção Técnica Carlos Ramos

[Duração aproximada: 60minutos s/intervalo]

[Classificação Etária: Maiores de 6] [Preço Bilhete 5€]


 

publicado por ocheirodesantarem às 17:23
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

Estreia hoje em Santarém: Indetectável

 

 

Sessões às 13:50, 16:30, 19:00 e 21:50, nos Cinemas Castello Lopes, em Santarém
 

publicado por ocheirodesantarem às 17:05
link do post | comentar | favorito

Santarém recebe concertos promenade

 

No passado dia 28 de Outubro, o Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, foi palco da apresentação do Ciclo de Concertos Promenade, uma iniciativa promovida pela Orquestra do Algarve e que conta com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos e o apoio da Câmara Municipal de Santarém.

O Ciclo de Concertos Promenade é um projecto levado a cabo pela Orquestra do Algarve há cerca de três anos, em várias cidades do país. Materializando o seu empenho na procura de formatos que permitam levar a música clássica a todos os públicos, destinando-se sobretudo às famílias, este conjunto de concertos é marcado pela informalidade e por uma cuidada escolha de programas que fomentem a interacção com os espectadores, especialmente os mais jovens.
Depois do êxito do Ciclo de Concertos Promenade nas cidades de Faro e de Évora, confirmado pelo testemunho de Rui Arimateia, em representação da autarquia eborense, a Orquestra do Algarve tem agendada, para esta temporada, a apresentação de mais um Ciclo de Concertos que se estende ao município de Santarém. Moita Flores, presidente da Câmara Municipal de Santarém, enalteceu a importância deste projecto para a cidade e para a oferta cultural na região. Destacando a frequente adesão da comunidade local a actividades ligadas à música, salientou-se que o apoio a iniciativas deste género são fundamentais para a democratização do acesso à cultura.
A realização deste Ciclo nas três cidades conta com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos. Representada pela presença de João Neto Santos, director da banca internacional, e António Branco, director de particulares e negócios da região de Santarém, foi destacado o contributo que a Caixa Geral de Depósitos desempenha no sentido de dinamizar a cultura e de proporcioná-la a todos públicos.
O ciclo, propriamente dito, terá apenas início em Janeiro. Todavia, à semelhança do que aconteceu em Évora no passado ano, em Novembro realizar-se-á um concerto de apresentação do Ciclo de Concertos Promenade em Santarém, que irá decorrer nessa cidade entre Janeiro e Maio de 2009. Um concerto marcado para as 17h00 do dia 23 de Novembro, no Teatro Sá da Bandeira, e cuja obra principal será o “Pedro e o Lobo”, de Serge Prokofiev.
Cesário Costa, director artístico e maestro titular da Orquestra do Algarve, apresentou as restantes datas agendadas para o próximo ano, bem como a programação que se pode esperar para estes concertos: “Música de Filmes”, no dia 11 de Janeiro; “O Lago dos Cisnes, Op.20”, de Piotr llyich Tchaikovsky, a 8 de Fevereiro; “A História do Soldado”, de Igor Stravinsky, para dia 8 de Março; ”O Quebra Nozes”, de Piotr llyich Tchaikovsky, no dia 26 de Abril; e “Quadros de uma Exposição”, de M. Mussorgsky, marcado para 17 de Maio.
De modo a cativar e fidelizar ainda mais a audiência, várias acções serão levadas a cabo durante o Ciclo de Concertos Promenade. José Carlos Ferreira, administrador da Orquestra do Algarve, explica que os programas distribuídos durante os concertos apresentarão, a cada mês, uma página de banda desenhada que, no conjunto, formam uma história completa. A banda desenhada publicada será a vencedora (a anunciar brevemente) de um concurso promovido pela Orquestra do Algarve em parceria com a Caixa Geral de Depósitos. Através destes programas, serão sorteados também prémios a todos os que completem uma caderneta, entregue no espectáculo de Janeiro, com autocolantes distribuídos em cada concerto até Maio.
Carlos Ferreira salientou também que, futuramente, e após estabelecido o Ciclo de Concertos Promenade em quatro cidades anfitriãs, pretende-se promover um “turismo cultural”, através da oferta de bilhetes entre os quatro pólos e de condições especiais para famílias, casais ou pequenos grupos. Assim, “uma família de Santarém, poderá ganhar bilhetes para assistir aos Concertos Promenade em Faro, enquanto um casal de Évora, poderá ser premiado com entradas para o espectáculo em Santarém, por exemplo”.
Para além da comunicação social, esta apresentação, reuniu também figuras das áreas da cultura e da educação, através de representantes de várias escolas da região, e elementos da Câmara Municipal de Santarém e de Évora, da Orquestra do Algarve e Caixa Geral de Depósitos.
 

publicado por ocheirodesantarem às 15:09
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Bienal de Teatro e Circo ...

. Passagem de testemunho

. O homem não é uma ilha

. Concerto de órgão em Sant...

. Diz que está fresquinho -...

. De volta ao Blogue

. Sarau de aniversário do C...

. Lokomotive Station no enc...

. Duelo no Sá da Bandeira

. Cada um tem o que merece....

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds