Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

Distrito de Santarém recebe apoios para modernização do comércio



Os contratos MODCOM para o distrito de Santarém foram assinados na segunda-feira, dia 29, no Governo Civil local. A região foi uma das que melhores resultados teve tanto na apresentação como na aprovação de candidaturas, num sector que necessita de ser modernizado com vista à aproximação ao consumidor.

Inseridos na primeira fase do programa de Modernização do Comércio, foram 37 os projectos oficializados entre comerciantes e o Estado, através do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), numa cerimónia presidida pelo Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro. O Governador Civil, Paulo Fonseca, mostrou-se satisfeito por Santarém ter sido um dos distritos mais activos a nível nacional, sendo sinal de uma «dinâmica» e de uma «ousadia comercial que é importante preservar e estimular». No conjunto das duas fases, foram aprovadas, no distrito de Santarém, 86 candidaturas, que representam a criação de 110 postos de trabalho, revelou já o Secretário de Estado. Entre projectos individuais e associativos, será efectuado um investimento total na ordem dos 2,1 milhões de euros.

Estes apoios servirão para a inovação do sector comercial, pretendendo-se que, segundo Fernando Serrasqueiro, possua uma «paisagem que seja muito equivalente à da Europa». O programa, custeado por fundos nacionais, não visa apenas o desenvolvimento em termos físicos, como sejam as novas tecnologias, mas também a aposta nos mecanismos de aproximação ao consumidor e na modernização dos conceitos de gestão. Actualmente, o acto da compra representa igualmente a aquisição de um estilo de vida, considerou o governante, para quem esta mudança de mentalidade provocou instabilidade no sector. Por isso, é necessário «criar condições para que o comércio que teve tradição em Portugal seja um comércio ao mesmo nível de modernização que aquele que hoje se instala», afirmou.

O comércio chamado tradicional só assim se manterá se for moderno. Foi esta a ideia defendida pelo Vogal do Concelho Directivo do IAPMEI. Para Miguel Cruz, apenas haverá avanço se houver aposta por parte dos empresários e das associações, num sector que tem peso significativo no Produto Interno Bruto do país e na criação de emprego. O comércio funciona como factor de fixação de pessoas e de atracção de investimento e, não apresentando grandes níveis de assimetrias ao nível nacional, possui também um impacto directo na economia.

O MODCOM veio complementar um outro programa, considerado pelo Secretário de Estado como um dos melhores em termos de apoio ao comércio, o URBCOM, que, no entanto, não permitia a apresentação de candidaturas individuais. Este procura estabelecer parcerias estratégicas envolvendo a Administração Central, as Câmaras Municipais e as associações comerciais, atribuindo ao comércio uma função social. Atracção, dinamismo e mobilidade são algumas das vantagens do sector comercial que Fernando Serrasqueiro vê como factores importantes para devolver a centralidade das cidades às suas zonas históricas, vítimas de um «urbanismo desordenado» e de um «planeamento menos conseguido». No âmbito do URBCOM, o distrito de Santarém tem três projectos aprovados: Mação, Rio Maior e Sardoal. O governante falou ainda de um outro sistema de apoio, as Unidades de Acompanhamento e Coordenação (UAC’s), que se destina à intermediação entre os comerciantes e as empresas prestadoras de serviços. Ou seja, o Estado financia equipas especializadas para a administração dos espaços físicos, encarregando-se, por exemplo, das actividades de limpeza, parqueamento e diversão. Neste aspecto, existem também na região duas candidaturas aprovadas: uma conjunta entre Abrantes, Constância, Mação e Sardoal e outra de Rio Maior.

Ao nível nacional, prevê-se o apoio a cerca de 1700 projectos no total das duas fases, que permitirão criar aproximadamente três mil postos de trabalho, num investimento de 40 milhões de euros.
publicado por ocheirodesantarem às 21:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

Políticos romenos visitam Santarém

A bandeira romenaDuas comitivas da Roménia visitarão o distrito de Santarém durante a próxima semana, no âmbito da geminação celebrada entre o Governo Civil e o Conselho Regional de Dâmbovita em 2006. Serão assinados mais dois acordos de cooperação entre municípios dos dois países e realizar-se-á um fórum subordinado à realidade económica romena.

De 16 a 19 de Outubro, um grupo de responsáveis políticos e outro composto por artistas deslocam-se ao distrito, representando mais um passo na parceria entre as duas regiões. Do programa da visita (ver abaixo), destacam-se os protocolos de cooperação entre a Câmara Municipal de Alpiarça e Doicesti e entre a autarquia de Coruche e Contesti, para além de um primeiro contacto entre os representantes camarários do Sardoal e de Sotanga.

O dia 18 ficará marcado pela realização do Fórum “Oportunidades de Negócios na Roménia”, destinado aos empresários ribatejanos, bem como pela inauguração do Festival Nacional de Gastronomia com um jantar de comida tradicional daquele país do Leste Europeu. As relações entre os estabelecimentos universitários não foram esquecidas e, por isso, estará igualmente presente no distrito de Santarém um representante da Universidade de Valáquia, que irá reunir com os Presidentes dos Institutos Politécnicos de Santarém e de Tomar.

Durante os quatro dias, as comitivas efectuarão ainda visitas aos concelhos de Benavente, Cartaxo, Ourém e Santarém, estando previstas diversas actuações do Grupo Folclórico de Dâmbovita e da cantora romena Alina.
publicado por ocheirodesantarem às 22:57
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Entrega solidária de livros ajuda crianças


"Ler, Ouvir e Contar…!" é o nome de uma campanha de solidariedade organizada pelo Núcleo Distrital da REAPN/ Portugal de Santarém em parceria com o Governo Civil de Santarém e o Centro Distrital de Segurança Social de Santarém. No âmbito do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, a 17 de Outubro, a iniciativa consiste na recolha de material lúdico para distribuição por Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do Distrito.
Destinada às entidades que apoiam crianças, a acção pretende sensibilizar para uma maior consciência e envolvência da sociedade em geral nas questões da solidariedade, levando-as a participar na formação e educação dos mais novos. Segundo o Governador Civil, a criança é «a esperança de que ocorra uma mudança estrutural na nossa sociedade», sendo igualmente estrutural o problema que conduz à exclusão dos mais carenciados. A caridade e o combate à riqueza não são as soluções ideais para fazer face à pobreza, mas sim actos pragmáticos de cidadania que levem à consciencialização de forma eficaz, resistente e paciente, defendeu Paulo Fonseca na conferência de imprensa de apresentação da campanha.
Uma das raízes do problema da pobreza assenta numa formação deficiente e é esse aspecto que diferencia esta campanha, sendo necessário, afirmou o Governador Civil, «convocar colectivamente os cidadãos para o seu dever de cidadania e de solidariedade» para uma sociedade que permita atribuir igualdades de acesso para todos.
A Directora do Centro Distrital de Segurança Social salientou o papel importante, mas sem protagonismos das IPSS's na dinamização do sector social. «A rede solidária do distrito é excelente», considerou Anabela Rato, para quem a iniciativa da REAPN é de louvar, já que «os benefícios não são para as instituições, são para as crianças».

No próximo dia 17 de Outubro, todas as pessoas poderão entregar livros e filmes infantis nalgumas superfícies comerciais do distrito, contribuindo para o incentivo à leitura e para a formação das crianças, independentemente da sua condição social, como «cidadãos de corpo inteiro», afirmou o Coordenador do Núcleo Distrital da REAPN/ Portugal de Santarém. Fernando Lucas explicou que, numa lógica de prevenção no âmbito do Plano Nacional de Acção para a Inclusão, estão envolvidas nesta iniciativa cerca de 50 IPSS's do Distrito como locais de recolha do material até ao dia 15 de Novembro, algumas sem valências para apoio aos mais novos. As instituições interessadas em receber os livros e filmes angariados deverão manifestá-lo junto da REAPN e as que reunirem as condições para proporcionar a sua utilização serão incluídas num sorteio a realizar a 20 de Novembro, Dia Universal da Criança.

publicado por ocheirodesantarem às 23:37
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Distrito de Santarém rece...

. Políticos romenos visitam...

. Entrega solidária de livr...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds